Aluno joga gás pimenta em colegas na Vila Mariana

Seis alunas da Escola Estadual Brasílio Machado, na Vila Mariana, zona sul, tiveram de ser levadas ao hospital ontem depois de aspirarem gás pimenta no intervalo das aulas. A substância teria sido espirrada por um estudante do mesmo colégio. As adolescentes tiveram irritação na garganta e ardência nos olhos. A Secretaria Estadual de Educação informou que elas foram levadas para o Hospital São Paulo, onde passaram pelo pronto atendimento e liberadas em seguida. Às 10h30 de ontem, duas equipes do Corpo de Bombeiros foram chamadas para socorrer os alunos. Segundo informações fornecidas pelas alunas à direção da escola, o spray de pimenta teria sido espirrado por um estudante em outros alunos que passavam por um dos corredores da escola no horário do intervalo das aulas. Por determinação da diretora, foi aberta uma apuração preliminar para tentar identificar quem é o dono do spray. A direção da escola deve registrar hoje um boletim de ocorrência. No colégio, pessoas que não quiseram se identificar disseram que o aluno é filho de policial. FACADAS Ontem, a polícia transferiu para a Cadeia Feminina da Capital a aluna Daniela Costa Néres dos Santos, de 19 anos. Ela irá responder por tentativa de homicídio por ter esfaqueado a colega Joana D?Arc dos Santos Marques, de 18, no Colégio Rodrigues Alves, na Avenida Paulista. Joana já foi liberada do Hospital São Paulo. A causada agressão teria sido ciúmes.

Luísa Alcalde, O Estadao de S.Paulo

26 Setembro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.