Google Street View/Reprodução
Google Street View/Reprodução

Aluno põe fogo em escola no Acre após ser repreendido por professor

Incêndio provocado por estudante de 14 anos destruiu escola que atendia cerca de 100 alunos no município de Feijó

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

23 Outubro 2017 | 21h06

SÃO PAULO - Um estudante de 14 anos ateou fogo em uma escola no município de Feijó, interior do Acre, na madrugada do último sábado, 21. Segundo a polícia, ele provocou o incêndio após ter sido repreendido por um professor por chegar atrasado em sala de aula.

A Escola Estadual Rural Vicente Brito de Sousa ficou completamente destruída, tanto o imóvel como o material didático, computadores e o estoque de merenda. Ninguém ficou ferido, mas cerca de 100 alunos ficaram sem aula nesta segunda-feira, 23. 

De acordo com a polícia, o jovem teve a ajuda de Carlos da Luz Ribeiro, de 19 anos, que foi preso e levado para a penitenciária de Feijó. O estudante foi encaminhado para um centro socioeducativo para reabilitação de menores de idade. 

Mais conteúdo sobre:
Acre [estado] incêndio Educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.