Alunos dizem estar ''chocados'' com o caso

Popular. Essa é a imagem que os estudantes do Cristo Rei têm do diretor Luís Eduardo de Oliveira. Eles contam que todos os dias o educador fica na entrada do colégio resolvendo problemas. Também aparecia em todas as festas e eventos da escola. "Desde que estourou essa confusão, a gente tem conversado bastante, e com ninguém ele mexeu. Ficamos bem chocados", disse um aluno do 6º ano.''Sempre foi educado e nunca fez qualquer proposta", diz outra aluna, de 12 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.