Alunos tomam reitoria da PUC em São Paulo

Desde às 21h desta quinta-feira, a sede da reitoria da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), na Rua Monte Alegre, em Perdizes, zona Oeste da capital, está tomada por um grupo de alunos. O número de universitários era de quase 200 no início do protesto, mas cerca de 15 alunos continuam na reitoria neste momento. Os estudantes protestam contra a decisão, tomada por uma comissão de professores, de suspender, por 20 dias, um grupo de 13 alunos responsável por uma festa ocorrida dentro do campus da universidade em setembro de 2003.Segundo os próprios alunos, as festas estavam proibidas desde dezembro de 2001, mas ao longo de 2002 e durante todo o ano passado, elas ocorreram sem que houvesse qualquer tipo de advertência ou punição. Depois da festa de setembro do ano passado, foi formada uma comissão de 20 professores para se avaliar o ocorrido e ficou decidido pela punição dos 13 alunos - todos da Faculdade de Ciências Sociais - que organizaram a festa. O reitor Antonio Carlos Ronca acatou a decisão dos professores e suspendeu os estudantes. Caso estes estudantes fiquem 20 dias suspensos eles acabarão reprovados e alguns deles, que possuem bolsas, poderão perder o benefício.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.