Amante de Bruno deixa hospital e médicos não sabem se ela abortou

Fernanda Gomes de Castro volta para presídio em Belo Horizonte após sangramento no domingo

Marcelo Portela, especial para o Estado,

09 de agosto de 2010 | 14h33

BELO HORIZONTE - A amante do goleiro Bruno Fernandes, Fernanda Gomes de Castro, de 32 anos, voltou para a Penitenciária Estêvão Pinto, na capital mineira, no início da tarde desta segunda-feira 9, depois de ter alta da Maternidade Otaviano Neves, onde foi internada no domingo, 8. Ela passou por uma série de exames e, segundo a maternidade, somente dentro de dias devem ficar prontos os resultados, que indicarão se ela sofreu ou não um aborto.

 

Veja também:

linkAdvogado confirma que goleiro vai fazer exame de paternidade

 

Fernanda está presa desde quinta-feira, 5, acusada, junto com Bruno e mais sete pessoas, de envolvimento no sequestro e morte de uma ex-amante do atleta, Eliza Samudio, vista pela última vez em 10 de junho. Na manhã de domingo, Fernanda alegou um sangramento. Depois de ser atendida por um médico do sistema penitenciário, ela foi encaminhada ao hospital.

 

Ela foi submetida a exames e passou a noite internada. Um dos procedimentos foi uma curetagem, que pode indiciar se ela estava grávida antes de sofrer o sangramento. Antes da acusada ter a prisão preventiva decretada pela Justiça, seus advogados - que também defendem Bruno e outros réus - alegaram que havia essa possibilidade, mas ela não estava confirmada.

 

Segundo a polícia, Eliza foi morta porque estaria cobrando na Justiça que o goleiro reconhecesse a paternidade de um bebê que seria fruto do relacionamento entre eles.

Tudo o que sabemos sobre:
Caso Bruno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.