Ambulante é retirada de trem da CPTM e baleada

Uma ambulante foi retirada do interior de um trem e baleada próximo à estação da CPTM em Barueri, naGrande São Paulo, por volta das 22h desta segunda-feira. A tentativa de homicídio ocorreu perto da estação Antônio João, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).Marinalva Igino de Souza, de 32 anos, foi cercada dentro do trem por dois homens, que iniciaram uma discussão. Quando a composição parou na plataforma da estação, um dos desconhecidos sacou um revólver e arrastou a mulher para fora. Marinalva foi jogada na linha férrea e teve deacompanhar a dupla até um ponto afastado, onde os bandidos a balearam e depois fugiram. Usuários avisaram a polícia e um dos atiradores foi preso em um matagal próximo do local do crime.Reginaldo Cavalcanti de Paulo, de 23 anos, e seu comparsa teriam tentado matar Marinalva por causa de uma briga que tiveram como o marido dela. Ferida com pelo menos cinco tiros, a ambulante foilevada para o Hospital Regional de Osasco, onde está internada em estado grave. Reginaldo foi autuado em flagrante, no Distrito Policial Central de Barueri, por tentativa dehomicídio. O comparsa dele, conhecido apenas como "Alemão", ainda não foi localizado pela polícia.

Agencia Estado,

20 de janeiro de 2004 | 03h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.