Ambulante morre e filha é baleada durante ação no Leblon

Um policial foi ferido por quatro tiros durante a mesma ação; ação do tráfico teria sido frustrada

Ricardo Valota, estadao.com.br

17 de julho de 2008 | 13h23

Quatro pessoas foram baleadas, entre elas o ambulante Jefferson Silva Andrade, de 28 anos, e sua filha, Lariene Aparecida Andrade, de 4 anos, durante uma incursão de policiais da 14ª Delegacia, do Leblon, zona sul da capital fluminense, por volta das 21 horas desta quarta-feira, na Cruzada São Sebastião, conjunto habitacional localizado no mesmo bairro. O ambulante morreu no local. Os policiais foram até o conjunto habitacional após serem informados de que traficantes da Favela da Rocinha, que fica no bairro de São Conrado, iriam invadir o local, pois a região é considerada ponto estratégico para a ação dos criminosos. Ao chegarem na Cruzada, os policiais foram surpreendidos por muitos traficantes da Rocinha que já haviam tomado parte do conjunto. Na troca de tiros, Jefferson, que passava no local com sua filha, foi baleado no pescoço, na barriga e em uma das pernas. A menina foi ferida na perna direita e segue internada no Hospital Miguel Couto. Uma senhora de 54 anos, identificada apenas como Vera, foi atingida por estilhaços de bala e passa bem. Um dos policiais civis, Chares Beruth, foi ferido por quatro tiros e segue internado no mesmo hospital. Policiais civis da Coordenadoria de Recursos Especiais e PMs do 23º Batalhão fizeram a segurança dos agentes responsáveis pelo trabalho de perícia. Ainda não há informações sobre traficantes presos.

Tudo o que sabemos sobre:
violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.