Cid Barbosa/Diario do Nordeste
Cid Barbosa/Diario do Nordeste

Ambulante morto em chacina gravou vídeo minutos antes de ser executado

Nas imagens é possível ver o filho dele de 12 anos, que foi baleado de raspão na coxa direita e já teve alta

Lauriberto Braga, especial para O Estado

28 Janeiro 2018 | 17h10

FORTALEZA  - O vendedor ambulante Antônio José, uma das 14 pessoas mortas no sábado, 27, na chacina do Forró do Gago, na comunidade Barreirão, em Fortaleza, gravou um vídeo minutos antes de ser executado promovendo sua venda de lanches. Nas imagens, aparece o filho dele de 12 anos, que foi baleado de raspão na coxa direita.

No vídeo de 15 segundos, Antônio José segura duas embalagens de maionese e ketchup enquanto diz: "E aí, galera. Vocês que estão nas paradas aí, se quiser (sic) merendar mais tarde é lá na banca do Forró do Gago. Vamos comer, gente".

Ele costumava montar sua banca sempre às sextas-feiras em frente ao Forró do Gago, onde vendia salgados, caldo, café, água, refrigerantes e cigarro.

++ 'Vinham prometendo uma chacina desde novembro', diz filho de vítima de Fortaleza

++ Familiares de vítimas da chacina em Fortaleza estão 'aterrorizados', diz defensora

O filho dele, que o acompanhava no trabalho, foi um dos primeiros a ser atingido durante a chacina. O menino levou um tiro de raspão na coxa direita e foi levado ao Instituto José Frota, o maior hospital de emergência de Fortaleza. Ele permaneceu por 30 horas em observação e recebeu alta neste domingo, 28, para acompanhar o enterro do pai. 

Mais conteúdo sobre:
chacina Fortaleza [CE]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.