Ambulantes fazem apitaço na Rua 25 de março

Os ambulantes da "feirinha da madrugada" fizeram um protesto em forma de apitaço na região da Rua 25 de Março, no centro da capital paulista. Essa é a terceira madrugada seguida que um efetivo de 180 policiais militares, 100 fiscais da Prefeitura e 108 guardas municipais impede os ambulantes de instalar suas barracas e montar a feira que tem início às 4h e termina por volta das 7h. Os ambulantes saíram em passeata da Rua 25 de Março com destino ao Parque Dom Pedro II, onde todas as noites e madrugadas é montada uma feira de legumes e verduras por outros ambulantes. Policiais militares e os guardas municipais acompanharam o apitaço de perto, mas, até às 4h45 desta manhã, nenhum incidente entre ambulantes e Polícia foi registrado. A Prefeitura informou que vai manter a fiscalização na Rua 25 de Março e estuda a melhor maneira de retirar os ambulantes irregulares que ainda permanecem na região. Ontem, fiscais da prefeitura apertaram o cerco contra os camelôs. Houve muita correria e os marreteiros passaram pelo meio da rua, entre os carros, para fugir. No bairro da Mooca, zona leste da capital, cerca de 200 camelôs que trabalham no Brás se concentraram em frente à Subprefeitura para protestar. Eles querem o remanejamento de pontos de venda no Largo da Concórdia. Um grupo foi recebido pela subprefeita, que criou uma comissão para estudar a mudança. O resultado foi comemorado pelos ambulantes com um apitaço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.