Ameaça de bomba faz PF isolar avião em Porto Alegre

A suspeita de que havia uma bomba a bordo fez a Polícia Federal esvaziar um avião da empresa WebJet e reter os 147 passageiros durante duas horas e meia, nesta sexta-feira, no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.A denúncia de que o explosivo estaria dentro do aparelho que fazia um vôo de Salvador para Porto Alegre, com escala no Rio de Janeiro, partiu de um telefonema anônimo à Infraero quando o avião estava na etapa final da viagem. A Polícia Federal foi acionada e isolou a aeronave logo que ela pousou no Salgado Filho.Levados para uma sala do aeroporto, os passageiros só foram liberados depois que uma inspeção constatou que não havia nenhuma bomba a bordo. Ao sair, eles reclamaram da falta de informação sobre os riscos que poderiam ter corrido.A polícia explicou que a retenção é o procedimento normal para casos semelhantes. Os pousos e decolagens não foram interrompidos durante a operação policial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.