Ameaça de megarrebelião coloca sistema prisional em alerta

Uma ameaça de nova megarrebelião coordenada entre as unidades prisionais paulistas colocou em alerta o sistema prisional do Estado nesta sexta-feira, 16. Os detentos das penitenciárias de Araraquara, Mirandópolis e Itirapina estão rebelados e há informações, ainda não confirmadas, de que haveria motins também no Centro de Detenção Provisória de Rio Preto e na Penitenciária de Martinópolis.Na Penitenciária 1 de Mirandópolis, os detentos fizeram 6 reféns e arrancaram as portas das celas. Dez 10 funcionários estão em poder dos presos em Araraquara e, na Penitenciária 2 de Itirapina, os detentos mantêm 3 reféns e destruíram a cadeia.Segundo fontes do sistema prisional, o levante é em solidariedade aos presidiários transferidos no mês passado para Penitenciária 2 de Presidente Venceslau. Eles estariam de castigo, sem banho de sol e sem receber visitas.Greve brancaNesta terça-feira, 13, foi anunciado o fim da greve branca realizada no sistema prisional em solidariedade aos presos isolados na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau.Na segunda, 12, os detentos teriam saído das celas pela primeira vez depois de 30 dias de confinamento. De 6 a 9 de junho, os detentos se recusaram a comparecer às audiências judiciais, o que é considerado falta grave dentro do sistema prisional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.