Ameaça esvazia prévia do PT em MG

No domingo, a escolha será entre Pimentel e Patrus, mas Lula acertou com PMDB, que ficará com a cabeça da chapa

Eduardo Kattah, O Estado de S.Paulo

01 de maio de 2010 | 00h00

A ameaça de intervenção no PT de Minas para obrigar o partido a apoiar a candidatura do senador Hélio Costa (PMDB) ao governo mineiro desmotivou os militantes petistas. O número de votantes na prévia de domingo para definir se o pré-candidato será Fernando Pimentel ou Patrus Ananias cairá cerca de 30%.

Os cálculos são da direção estadual do PT, tomando como base os 45 mil filiados que participaram do Processo de Eleição Direta (PED), em 2009. Agora, "o militante do PT vai comparecer um pouco a contragosto", admitiu o presidente do PT de Minas, deputado federal Reginaldo Lopes.

"É quase unânime que os filiados não querem fazer a escolha entre Patrus e Pimentel", afirmou, referindo-se respectivamente ao ex-ministro do Desenvolvimento Social e o ex-prefeito de Belohorizonte. "Esperavam que houvesse entendimento político."

Empenhado em construir um palanque único para Dilma Rousseff, pré-candidata do PT ao Planalto, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fechou acordo com o PMDB, pelo qual o partido ficará com a cabeça da chapa. Furioso com a disputa entre Patrus e Pimentel, Lula deu sinal verde para o Diretório Nacional do PT intervir e decidir em favor de Costa, se não houver acordo após a prévia.

Lopes disse que os filiados estão desanimados com a perspectiva de o partido ser coadjuvante na aliança com o PMDB. O PT possui 108 mil filiados aptos a votar em 605 municípios mineiros. Ele estimou que a prévia reunirá 30 mil militantes. Para ele, a baixa adesão deve atingir a campanha, sem um candidato próprio.

A campanha presidencial de Dilma no segundo maior colégio eleitoral do País também pode ficar enfraquecida. "Teremos dificuldade caso vença a tese do palanque único, com o PMDB na cabeça da chapa", disse Lopes.

O governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), pré-candidato à reeleição, foi irônico. Questionado se estava de olho na prévia do PT, afirmou que no domingo estará em Uberaba, mais interessado na tradicional exposição de gado Expozebu. "E acompanhando a decisão do Campeonato Mineiro, que é muito importante", disse, referindo-se à decisão entre Atlético, seu clube do coração, e Ipatinga, no Mineirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.