Americana é indiciada por tentar matar stripper brasileira

Mulher discutiu com a brasileira e, na saída da boate, jogou um líquido inflamável nela e ateou fogo

Agência Internacionais,

12 Fevereiro 2009 | 17h16

A americana Rianne Theriault-Odom declarou-se inocente da acusação de tentar matar a stripper brasileira Roberta dos Santos-Busby em um episódio ocorrido na semana passada na região de Los Angeles. Os promotores acusaram Rianne, de 27 anos, de tentativa premeditada de assassinato, mutilação intencional e tortura por ter despejado um líquido inflamável sobre a brasileira e depois ateado fogo a ela.   Rianne teria discutido com a stripper antes de atacá-la na saída da casa noturna Babes & Beer na última quinta-feira. Os promotores não apresentaram denúncia contra Nathaniel Petrillo, que acompanhava Rianne na noite do ataque a Roberta, que tem 27 anos e continua internada em condições críticas de saúde.   Rianne permanece detida. A fiança para que responda ao processo em liberdade foi estipulada em mais de US$ 1 milhão (cerca de R$ 2,3 milhões). Ela será defendida por um advogado do Estado, concluiu a promotoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.