Amiga diz que ex-miss trocou e-mails com ´biólogo belga´

Ângela Oliveira, amiga da ex-miss Brasil Taíza Thomsen, de 24 anos, que teria desaparecido em Londres, disse que ela teria conhecido um homem que se dizia belga meses antes de parar de fazer contato com a família. Ângela disse que Taíza conheceu pela internet o homem, que também disse ser biólogo. Os dois se corresponderam por "três ou quatro meses, nos quais ele foi super romântico, mandando flores", contou. Segundo Ângela, quando Taíza se recusou a ir visitá-lo, ele disse que iria ao Brasil, durante a Semana Santa. "Mas no final de abril (de 2006), recebi um e-mail dela dizendo que ele não viria mais e era melhor cortar o contato com ele." Ângela disse ainda que recebeu um e-mail de Taíza e uma ligação telefônica, ambos no início de maio, mas a ex-miss não deu detalhes do país onde estaria. Correndo perigo Na semana passada, a família de Taíza revelou que a ex-miss estaria desaparecida desde setembro e que existiriam fortes indícios sugerindo que ela teria feito este último contato de Londres. Essa hipótese é questionada por Ângela Oliveira. "Acredito que, se ela tivesse ido à Europa e ficado tanto tempo, teria se comunicado comigo, com a família. Não teria motivos para ficar em silêncio com quem se preocupava com ela", diz Ângela. Por outro lado, sustentando a tese de que Taíza teria estado em Londres, existe o depoimento de uma garota que preferiu manter o anonimato, dado a uma emissora de TV, sobre ligações telefônicas que a família da garota teria recebido. Nelas, um homem que se apresentava como um ex-namorado, falando em inglês, teria dito que Taíza estaria correndo perigo em Londres. Campanha A organização britânica National Missing Persons Helpline (Linha de Ajuda para Pessoas Desaparecidas), que lançou uma campanha para obter informações sobre Taíza, disse, na quinta-feira, que já começou a ser contatada. "Até o momento, fomos procurados por algumas pessoas que dizem tê-la visto", disse o chefe de comunicações da organização, Ross Miller. "Mas essas informações não foram corroboradas", disse ele, ressaltando que a ONG está em contato permanente com a polícia londrina e as autoridades brasileiras. Na campanha, foram distribuídos cartazes com fotos de Taíza em pontos freqüentados pela comunidade brasileira na Grã-Bretanha. Taíza Thomsen conquistou o título de Miss Brasil em 2002 após a vencedora daquele ano, Josiane Oliveira, ter admitido que era casada, o que era proibido pelas regras da competição.

Agencia Estado,

02 Fevereiro 2007 | 08h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.