Amordaçado, acusado de abuso é deixado em mangueZal

Um auxiliar de manutenção de 38 anos foi encontrado amordaçado e amarrado no início da noite de anteontem em um mangue, na Favela Sítio Novo, em Cubatão. Acusado de abusar sexualmente da enteada, de 17 anos, ele foi agredido. A vítima deu duas versões: a policiais militares disse que era molestada desde os 9 anos, mas na delegacia afirmou que nunca fora estuprada.Depois de denúncia anônima, a PM foi recebida a tiros por cinco homens. Os PMs não revidaram porque desconfiaram da presença de vítima. O auxiliar foi encontrado com vários ferimentos. Populares informaram que ele havia estuprado a garota. Um exame realizado no pronto-socorro constatou que a jovem não fora molestada. No 1º Distrito Policial, foram registrados dois boletins de ocorrência: a jovem como vítima de ameaça contra o acusado e o padrasto como vítima de lesão corporal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.