Anac obrigou a interdição de Congonhas sob chuva, diz Denise

A diretora da Anac, Denise Abreu, afirmou nesta quinta-feira, 23, que ainda em 2006 a agência teria emitido uma ordem para que a pista de Congonhas fosse fechada toda vez que apresentasse lâmina d'água, o que poderia comprometer a segurança dos pousos no aeroporto.   Denise rebateu novamente as acusações sobre a divulgação equivocada de um estudo da Anac para melhorar as condições de segurança em Congonhas.   "Em janeiro de 2007, discutíamos as dependências da Anac para avaliar e deliberar sobre critérios para atividades de operações em Congonhas com pista molhada", explicou a diretora. "Em dezembro, já estávamos elaborando as operações nestas condições. A pista de Congonhas estava naquele momento apresentando problemas de contaminação de lâmina d'água na pista acima dos 3 mm e adotamos (Anac) depois de reunião com o Cenipa, foi elaborado o seguinte: toda vez que Congonhas apresentassem mais de 3mm por mais de 10 minutos a pista seria interditada, e a água deveria ser escoada e só depois a pista liberada."   "Hoje, estão ocorrendo inúmeros estudos dentro da Anac, e não são do conhecimento do estudo nem do gabinete nem dos diretores nem dos superintendentes. Esse estudo estava sendo elaborado no serviço operacional juntamente com a infra-estrutura."   Sobre a publicação das resoluções no site da Anac, Denise explicou que "no final do ano, tomei conhecimento disso, houve troca de e-mails entre um dos técnicos da superintendência de serviços aéreos e superintendente de estrutura a respeito deste estudo.   "Colhemos ontem que houve uma troca de e-mails e o último remetido , no dia 31 de janeiro, diz o seguinte: por determinação da dra. Denise, informo que essa ultima versão deverá ser inserida no site da Anac....., assinado por Schettini", afirmou o relator Marco Maia.   Denise respondeu: "o estranho e que se eu havia autorizado, como é que alteraram e nunca me avisaram. No mesmo dia, saem 2 e-mails da superintendência de infra-estrutura e encaminha o documento para o site da Anac, para a diretoria colegiada dar prioridade. Assim chegou no site da Anac."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.