Anac vê ''''falsa impressão de ociosidade''''

Em nota, a Anac informou que há uma "falsa impressão de ociosidade" em aeroportos com menor movimento. "A existência de grande movimentos em um certo grupo de aeroportos é indicador de onde se concentra a principal demanda do transporte aéreo. Os demais aeroportos, que possuem menor movimento, desempenham papel de ?alimentadores? dos aeroportos principais", informou a agência.A Anac destacou ainda que os aeroportos movimentados são próximos às grandes aglomerações urbanas. O órgão disse, por fim, que não se pode expressar em percentuais quanto da capacidade de um aeroporto está sendo utilizada porque esta varia "de acordo com inúmeros fatores".Para Ronaldo Jenkins, diretor de Segurança do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea), as necessidades dos passageiros geram a demanda e a existência de espaços ociosos em aeroportos é importante em razão da perspectiva de crescimento. "A perspectiva é de aumento e se constrói para atender a demanda de hoje e do futuro", disse ele, que destacou a necessidade de aeroportos, mesmo que ociosos, em áreas de difícil acesso. O superintendente de Engenharia da Infraero, Armando Schneider, rebateu as acusações de superfaturamento. "Nossa diferença com o TCU é que preço para aeroporto não é o mesmo para fazer casas populares."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.