Anastasia bate Costa no 1º turno em Minas

Em dez dias, tucano cresceu 9 pontos porcentuais e chegou a 41% das intenções de voto, enquanto o peemedebista oscilou de 33% para 32%

Daniel Bramatti, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2010 | 00h00

O candidato do PSDB ao governo de Minas Gerais, Antonio Anastasia, abriu nove pontos porcentuais de vantagem sobre o peemedebista Hélio Costa, segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo. Se a eleição fosse hoje, o tucano venceria no primeiro turno.

Há dez dias, havia um empate técnico entre Costa, apoiado pelo PT e pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e Anastasia, que assumiu o governo mineiro depois que Aécio Neves (PSDB) renunciou para concorrer ao governo do Estado.

No período, o tucano cresceu seis pontos porcentuais, e tem hoje 41% das intenções de voto. Já o peemedebista oscilou de 33% para 32%. A maior vantagem de Anastasia é registrada em Belo Horizonte, onde ele tem o dobro de votos de Costa (53% a 27%).

Em todo o Estado, descontados votos brancos e nulos, além dos eleitores indecisos, Anastasia tem 54% dos votos válidos - para vencer no primeiro turno, são necessários 50% mais um.

Na pesquisa espontânea, modalidade na qual os eleitores manifestam sua preferência antes de ler a lista de candidatos, o tucano também aparece com vantagem de nove pontos (28% a 19%).

A arrancada de Anastasia na corrida pelo governo estadual contrasta com a estabilidade do quadro na disputa pelo Senado. Aécio e Itamar Franco (PPS) mantiveram os mesmos índices da pesquisa anterior - 67% e 41%, respectivamente. A soma dos porcentuais excede 100% porque, como há duas vagas em disputa, os eleitores podem citar até dois nomes na pesquisa.

Se a eleição fosse hoje, Aécio e Itamar estariam eleitos. Mas o candidato do PT, Fernando Pimentel, está em ascensão. Ele tinha 21% no final de agosto, passou para 23% no início de setembro e, agora, chegou a 28%.

Os números da disputa presidencial mostram que, entre os mineiros, a candidata do PT, Dilma Rousseff, não perdeu pontos por causa do escândalo da violação do sigilo fiscal de tucanos - entre eles a filha do presidenciável José Serra (PSDB), Verônica.

Dilma tem 52% das intenções de voto em Minas - houve oscilação positiva de um ponto desde o dia último dia 3. Já Serra oscilou para baixo, de 25% para 23%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.