Anchieta é eleito em Roraima, com vitória muito apertada

Derrotado, Campos diz que não aceita a vitória do adversário e que vai[br]à Justiça para cassar o governador eleito

Loide Gomes ESPECIAL PARA O ESTADO BOA VISTA, O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2010 | 00h00

RORAIMA

O segundo turno das eleições em Roraima deu uma vitória apertada ao governador José de Anchieta Júnior (PSDB). Ele venceu o adversário Neudo Campos (PP) com menos de um ponto porcentual de diferença. O tucano conseguiu 106.164 votos, o equivalente a 50,41%. Campos obteve 104.671 votos, ou 49,59%. A abstenção foi de 18,38%. Antes da divulgação oficial do resultado, simpatizantes do tucano saíram às ruas em carreatas.

Anchieta acompanhou a apuração ao lado de familiares, amigos e correligionários na sua casa. Campos assistiu a disputa voto a voto na Praça da Bandeira, onde mora. Em discurso para cerca de 500 simpatizantes que o acompanhavam ele afirmou que não aceita a vitória do adversário, que teria sido obtida na base da compra de voto, e que vai pedir a cassação de Anchieta, por abuso de poder político e econômico.

"Acredito que pela força da Justiça vou ser governador ainda neste pleito porque o Brasil combateu por anos a ditadura para ter a democracia de volta e é inadmissível que a democracia seja vencida pelo desvio de dinheiro da saúde, da educação e de obras para a compra de votos como houve em Roraima", disse.

Perfil. O engenheiro civil José de Anchieta Junior é cearense e tem 45 anos. Chegou a Roraima em 1991 trazido

Em 2004, assumiu seu primeiro cargo público como secretário de Estado de Infraestrutura de Roraima.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.