Anchieta é eleito em Roraima, com vitória muito apertada

Derrotado, Campos diz que não aceita a vitória do adversário e que vai[br]à Justiça para cassar o governador eleito

Loide Gomes ESPECIAL PARA O ESTADO BOA VISTA, O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2010 | 00h00

RORAIMA

O segundo turno das eleições em Roraima deu uma vitória apertada ao governador José de Anchieta Júnior (PSDB). Ele venceu o adversário Neudo Campos (PP) com menos de um ponto porcentual de diferença. O tucano conseguiu 106.164 votos, o equivalente a 50,41%. Campos obteve 104.671 votos, ou 49,59%. A abstenção foi de 18,38%. Antes da divulgação oficial do resultado, simpatizantes do tucano saíram às ruas em carreatas.

Anchieta acompanhou a apuração ao lado de familiares, amigos e correligionários na sua casa. Campos assistiu a disputa voto a voto na Praça da Bandeira, onde mora. Em discurso para cerca de 500 simpatizantes que o acompanhavam ele afirmou que não aceita a vitória do adversário, que teria sido obtida na base da compra de voto, e que vai pedir a cassação de Anchieta, por abuso de poder político e econômico.

"Acredito que pela força da Justiça vou ser governador ainda neste pleito porque o Brasil combateu por anos a ditadura para ter a democracia de volta e é inadmissível que a democracia seja vencida pelo desvio de dinheiro da saúde, da educação e de obras para a compra de votos como houve em Roraima", disse.

Perfil. O engenheiro civil José de Anchieta Junior é cearense e tem 45 anos. Chegou a Roraima em 1991 trazido

Em 2004, assumiu seu primeiro cargo público como secretário de Estado de Infraestrutura de Roraima.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.