Andar na rua e fumar é proibido em Tóquio

Fumantes têm espaços determinados; bares e restaurantes liberam cigarro

Cláudia Trevisan, TÓQUIO, O Estadao de S.Paulo

29 Agosto 2009 | 00h00

Os habitantes de Tóquio podem acender seus cigarros em bares e restaurantes, mas correm o risco de receber uma multa de até US$ 200 se ousarem fumar ao ar livre fora das áreas delimitadas para esse fim nas calçadas da cidade. Andar e fumar é proibido, e os fumantes se amontoam ao lado de cinzeiros colocados ao fim de cada quadra ou em fumódromos próximos de estações de metrô. O rigor da restrição ao ar livre contrasta com a tolerância ao fumo em locais fechados. A prática só foi abolida totalmente nas estações de trem e nos táxis no ano passado e enfrenta poucas limitações nos bares e restaurantes. Diferentemente de São Paulo, o cliente que senta ao balcão de um sushi bar de Tóquio não está livre de um vizinho fumante. Nos escritórios, os administradores têm a liberdade de decidir sobre restringir ou não o fumo. A proibição de andar e fumar começou a ser adotada em regiões próximas de Tóquio em 2002, depois que moradores reclamaram dos efeitos nocivos da fumaça sobre as crianças. A medida se espalhou. Além do dano que pode causar às crianças, o fumo foi vetado porque o fumante pode queimar outros pedestres e soltar fumaça no rosto de alguém que ande na direção contrária. O hábito de fumar decaiu no Japão nos últimos anos, mas o país ainda tem um dos mais altos índices do mundo desenvolvido. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), quase metade dos homens adultos fuma e o câncer de pulmão é uma das principais causas de morte. Entre as mulheres, o índice é de 10%. O Japão tem cerca de 500 mil máquinas automáticas de venda de cigarros e o governo é um dos principais acionistas da multinacional Japan Tabacco. Vender cigarros para menores de 20 anos é proibido, mas uma caminhada pelos bairros onde se concentram os jovens permite constatar que a regra está longe de ser obedecida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.