Andarilho condenado por morte de menina de 8 anos

O andarilho Laerte Patrocínio Orpinelli foi condenado, nesta quinta-feira, a 27 anos e quatro meses de prisão pela morte da garota Jéssica Alves Martins, que tinha oito anos, ocorrido em 21 de novembro de l999, em Franca, na região de Ribeirão Preto, 314 quilômetros ao norte de São Paulo.O juiz José Rodrigues Arimatéia proferiu a sentença pouco depois das 16 horas, no Fórum de Franca. Esta foi a segunda condenação de Orpinelli, que tem sete morte de crianças atribuídas a ele. Ele voltou para a penitenciária 2 de Itirapina, onde continua cumprindo pena.A garota Jéssica foi encontrada morta, violentada e asfixiada, na Vila Santa Teresinha. Este foi um dos crimes que Orpinelli confessou após ser preso em Rio Claro, em l999. Em Franca, ele foi julgado por estupro e homicídio qualificado. A primeira condenação de Orpinelli, que é conhecido como ?Monstro de Rio Claro?, ocorreu em 19 de setembro de 2001, em Monte Alto, pela morte do garoto Edson Silva de Carvalho, de 11 anos,ocorrido em março de l998.Outros crimes atribuídos a Orpinelli ocorreram emAraraquara (1) e Rio Claro (4), mas suspeita-se de que o número de vítimas dele pode chegar a 20 ou 30 crianças. No julgamento desta quinta-feira, o júri foi unânime pela condenação de Orpinelli. O julgamento começou às 8 horas e terminou às 16h15, com intervalo de 40 minutos.

Agencia Estado,

20 de fevereiro de 2003 | 17h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.