Anéis viários devem melhorar trânsito em São Paulo

O secretário municipal de Transportes de São Paulo, Frederico Bussinger, garantiu que o projeto de anéis viários para melhorar o trânsito no centro não foi abandonado durante sua participação nesta quarta-feira, 6, do segundo debate da série ?Repensando São Paulo?, que o Jornal da Tarde realiza com objetivo de discutir o futuro da Cidade. Pelo menos 200 pessoas estiveram presentes no evento, entre elas leitores e empresários de ônibus. A proposta prevê a criação de dois anéis viários a partir da remodelação de ruas e avenidas. As calçadas também serão reformadas e a secretaria vai implantar o sistema de câmeras e semáforos inteligentes nos anéis. Bussinger ressaltou que já há verbas para a iniciativa. "O projeto como um todo está praticamente concluído. A questão das verbas é que está parcialmente encaminhadas", declarou. O projeto de criação dos anéis viários no centro da cidade deve consumir entre R$ 50 e 60 milhões. O secretário também apresentou duas novas propostas que serão prioridades na pasta. Uma delas é a criação de vias diferenciadas para dar acesso às principais regiões da cidade e uma maior integração dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) ao sistema de transportes da capital. Repensando São PauloTambém participaram do segudo debate da série ?Repensando São Paulo?, o presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), Mário Bandeira, além do presidente da Companhia do Metropolitano o Metrô, Luiz Carlos David, e do vereador Antonio Donato (PT). Durante três horas Bussinger e os presidentes do Metrô e CPTM deram um panorama do transporte paulistano. Para David, a iniciativa do JT foi ?sensacional?. ?É necessário debater os problemas da Cidade. Não é só importante levantar os problemas como equacionar as soluções para melhorar a vida de São Paulo?.O debate "Repensando São Paulo" é aberto ao público. Os interessados devem acessar o site do JT ou telefonar para (11) 6972-1390. O credenciamento pode ser feito no local, com 30 minutos de antecedência. O próximo evento ocorrerá na próxima quarta-feira, dia 13. O tema será educação, com a presença do secretário municipal de Educação, Alexandre Scheneider.O presidente da São Paulo Transportes (SPTrans) que gerencia o transporte de ônibus na Cidade, Ulrich Hoffmann comentou sobre a obra do Expresso Tiradentes e fez análises sobre o transporte feito por ônibus. ?A nossa preocupação é o tempo de viagem. O corredor Expresso Tiradentes, quando pronto, vai reduzir a viagem pela metade.?Primeiro debateNa primeira edição, realizada no dia 30 de agosto, o prefeito da capital, Gilberto Kassab, garantiu que acabará com as escolas de lata em setembro e confirmou um aumento na tarifa dos ônibus. O debate lotou o auditório e cerca de duzentas pessoas, entre leitores, políticos, autoridades e representantes de movimentos sociais e da sociedade civil participaram do evento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.