Angolana é presa com cocaína dentro de escovas no Tom Jobim

Estrangeira negou ser a dona do entorpecente, mas cadeado da mala onde a droga era transportada estava com a passageira

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

14 Outubro 2011 | 06h27

SÃO PAULO - Cinco quilos de cocaína que recheavam 51 escovas de cabelo foram encontrados, pela Polícia Federal, nesta quinta-feira, 13, na bagagem pertencente à angolana Yabadi Minicha, de 50 anos, retirada de dentro do avião pelos agentes no Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, no Rio.

 

A mulher já estava na aeronave quando a droga foi detectada pelo aparelho de raio X. Yabadi chegou a negar ser a dona do entorpecente, mas com ela os policiais encontraram a chave do cadeado da mala onde a cocaína era transportada.

 

As escovas, segundo os policiais, estavam dentro de cilindros, numa tentativa de enganar os cães farejadores. De acordo com a PF, Minicha, que havia embarcado para a capital Luanda, vai responder pelo crime de tráfico internacional de drogas, cuja pena pode chegar a 15 anos de prisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.