Angra vai instalar sirenes em morros para alertar sobre chuva

Pluviômetros eletrônicos acionarão sistema de alerta para avisar população; desalojados chegam a 1,5 mil

Solange Spigliatti, da Central de Notícias, com Agência Brasil,

06 Janeiro 2010 | 14h44

A prefeitura de Angra dos Reis vai instalar sirenes no alto dos morros da cidade para informar a população sobre o nível elevado de chuvas. Segundo o prefeito Tuca Jordão, serão colocados na parte superior das encostas pluviômetros eletrônicos (aparelhos que medem a quantidade de chuva) que estarão ligados a sirenes, para alertar a população quando o nível de chuvas atingir um ponto crítico.

 

Veja também:

linkRio suspende decreto que autorizava construções em Angra

lista Leia a cobertura completa da tragédia em Angra dos Reis

 

"A um determinado nível pluviométrico, aciona-se a sirene, não para causar pânico, mas para as pessoas saberem: 'é um alerta, temos que sair da nossa residência'", explicou. Tuca Jordão disse que os trabalhos de demolição de casas em área de risco vão continuar e que, de agora em diante, haverá um limite físico estabelecido para as construções em áreas de encostas. Cerca de 500 casas já foram condenadas pela Defesa Civil. Segundo a Secretaria Estadual do Ambiente, esse número pode chegar a 3 mil residências.

 

O prefeito fez um apelo para que os moradores de áreas de risco deixem suas casas. Um temporal que atingiu o município do sul fluminense entre os dias 31 de dezembro e 1º de janeiro provocou a morte de pelo menos 52 pessoas. Segundo o prefeito, a previsão é que chuvas fortes voltem a atingir o município ao longo dos próximos três meses.

 

DESALOJADOS

 

Balanço da Prefeitura de Angra dos Reis informa que, de acordo com a última atualização da Defesa Civil Municipal, o número de desalojados chega a cerca de 1.500 pessoas. Outros 56 moradores estão desabrigados. Segundo a prefeitura, 371 famílias desalojadas que estavam abrigadas no Ciep 495 no Parque Mambucaba continuam recebendo assistência da prefeitura, inclusive cesta básica.

 

Na Escola Municipal Lomeu Bastos, no Morro do Abel, estão abrigadas 13 pessoas e 107 estão desalojadas. Na Cleuza Jordão, em Japuíba, tem 33 desabrigados e na Ayrton Senna, 10.

 

DOAÇÕES

 

A campanha de doações de donativos continua. O posto de arrecadação é no Colégio Estadual Artur Vargas (Ceav) - Rua Coronel Carvalho, 232 - e o telefone da central de doações são: (24) 3367-8107 e (24) 9999-6314.

 

A Prefeitura de Angra também abriu uma conta bancária para doações. Os interessados que quiserem ajudar podem fazer depósitos no Banco do Brasil, na agência 0460-x e C/C nº 74500-6, em nome de Prefeitura de Angra - Calamidade Pública. São aceitas doações de qualquer valor.

Mais conteúdo sobre:
Angra dos Reis Rio chuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.