Anistia cobra mudança na segurança do Rio

A secretária-geral da Anistia Internacional, Irene Kahn, reuniu-se hoje com a governadora Rosinha Matheus para cobrar mudanças na segurança pública do Estado. O encontro com a governadora ocorreu após ela visitar o Morro do Borel, onde quatro jovens foram assassinados por policiais em abril. Irene disse que naquele morro a Justiça foi ?pervertida? e se pôde ver a ?falência do Estado? em garantir a segurança. ?O governo passado tinha tomado iniciativa de policiamento comunitário, mas o que está se vendo é uma volta ao policiamento mais brutal?, afirmou.Ela ficou na favela por cerca de três horas. Conversou com as mães e viúvas dos rapazes e esteve na localidade conhecida como Vila da Preguiça, onde os jovens foram assassinados quando estavam sentados numa mureta, esperando para serem atendidos pelo barbeiro. ?Vocês me falaram de quatro jovens que foram abatidos a tiros por nenhuma outra razão a não ser a de que simplesmente estavam ali", disse aos moradores. "Estas mensagens vou levar comigo a todos os países do mundo?, disse.Irene disse que, apesar dos casos de violência e impunidade que encontrou no Brasil, ainda espera que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tome à frente de uma campanha internacional pelo desarmamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.