ANJ cobra investigação sobre morte de jornalista

CRIME

, O Estado de S.Paulo

02 Novembro 2010 | 00h00

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) cobra investigação do assassinato do jornalista José Rubem Pontes de Souza, de 39 anos, diretor presidente do Entre-Rios Jornal, de Três Rios (RJ). Em nota divulgada ontem, a ANJ manifestou "pesar e indignação", aguardando "rápida investigação do crime por parte das autoridades, com a identificação e prisão dos seus autores, assim como a descoberta das motivações do assassinato". O jornalista, de 39 anos, foi assassinado no dia 30 de outubro em Paraíba do Sul, a 147 quilômetros do Rio. De acordo com a polícia, Souza foi baleado no pescoço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.