Anorexia e bulimia já fizeram vítimas famosas

A modelo Ana Carolina Reston Macan, de 21 anos, que morreu na última terça-feira, é mais uma vítima da anorexia nervosa, um distúrbio alimentar que atinge principalmente as mulheres. Nesta doença, mesmo estando magra, a pessoa considera que está acima do peso e, por isso, deixa de comer para emagrecer. Outro distúrbio alimentar, que também atinge muitas mulheres é a bulimia. A pessoa come compulsivamente e depois vomita o que ingeriu. Muitas vezes, os dois distúrbios estão associados. Estes distúrbios já provocaram outras vítimas fatais no mundo das celebridades. O caso mais trágico é a história da jovem estrela da música Karen Carpenter. Ela morreu no auge de sua carreira, em 4 de fevereiro de 1983, aos 32 anos, com 35 quilos, vítima da anorexia nervosa.Karen Carpenter, ao lado de seu irmão Richard, conquistou fãs em todo o mundo. Ela foi encontrada inconsciente na casa de seus pais e morreu no mesmo dia, no hospital, de ataque cardíaco. No mundo da moda, um dos primeiros casos foi o da modelo Kate Moss que, aos 26 anos, pesava 43 kg. Ela foi internada e provocou uma grande discussão sobre o tema. No cenário internacional, outras estrelas sofreram as conseqüências desta doença. Jane Fonda foi uma das foi uma das primeiras a assumir a doença publicamente. Nos anos 70, em uma palestra sobre desordem na educação alimentar, realizada em Los Angeles, ela declarou: ?Meu nome é Jane Fonda, e eu tive anorexia e bulimia durante 25 anos de minha vida".A princesa Diana também revelou que sofreu de anorexia e bulimia, nos tempos em que era casada com o Príncipe CHarles. Segundo ela, sua doença foi motivada pela depressão e solidão. A princesa Victoria, da Suécia, padeceu de anorexia em 1998.Entre as estrelas, uma das que mais sofreram foi Sally Field. Ela ganhou fama nos anos 60, com a série de tevê A Noviça Voadora. Ele começou a se tratar aos 20 anos e, após três anos, conseguiu derrotar a doença.No Brasil, a atriz Deborah Evelyn parou de comer devido a uma paixão não correspondida que teve na adolescência. Na época, ela sentia-se gorda; chegou a pesar 36 quilos, aos 17 anos. Seu tratamento contra a doença durou três anos. Graças aos alertas de sua mãe, que estranhou o emagrecimento acelerado da filha, procurou um terapeuta e conseguiu vencer os distúrbios.Matt Damon, um dos poucos homens a revelar que sofreu com a doença, perdeu quase 20 quilos, para representar um soldado viciado em heroína, no filme Coragem Sob Fogo. Após as filmagens, precisou se submeter a um sério tratamento. ?Lembro de ver Lou Diamond Phillips e pensar: se eu tivesse esse corpo, não tiraria a camisa. Achava que ele era gordo!?, contou Damon, em uma entrevista.Vítimas no mundo esportivoOs distúrbios alimentares fizeram vítimas também no mundo esportivo. Andréa Lopes, bicampeã brasileira de surfe, já pesou 39 kg. Hoje, em seu site oficial, ela conta sua história: ?em 1994, começou a demonstrar os primeiros sintomas da doença. Nesse ano, ela estava na Austrália para competir nas primeiras etapas do Circuito Mundial, quando sofreu uma crise estomacal e teve que ser internada às pressas. Alguns meses depois, com o avanço da doença, deixou de ir para as etapas da África do Sul. Quando voltou das etapas da França e Califórnia, ela não teve forças para continuar e resolveu parar. Em 1° de dezembro, dia de seu aniversário, ela se convenceu de que realmente estava doente e decidiu que iria se recuperar".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.