Anta mata lavrador em SP

Uma anta, o maior mamífero da fauna silvestre brasileira, atacou a mordidas dois lavradores na zona rural de Castilho, região de Araçatuba, interior de SP, matando um e deixando o outro ferido em estado grave. O fato inusitado aconteceu na tarde de ontem, na Fazenda Nova Itapura. Anésio Pereira de Souza, 46 anos, foi a vítima fatal. Seu colega Pedro Celestino Camargo, de 51 anos, está internado em um posto de saúde da vizinha cidade de Andradina. Segundo a polícia, os dois homens estavam trabalhando em uma plantação de milho da fazenda quando a anta surgiu. Eles lutaram com o animal, que derrubou Souza e o mordeu em várias partes do corpo, inclusive no pescoço. Ferido nos braços e nas pernas, Camargo conseguiu correr até uma casa da fazenda, onde pediu socorro.A fazenda onde aconteceu o ataque fica numa região de Castilho conhecida como minipantanal, na confluência dos rios Aguapeí e Paraná, local bastante habitado por animais silvestres. O comandante da Polícia Ambiental no município, sargento Ivo Sérgio Gulla, disse que em 20 anos de profissão nunca tinha ouvido falar em ataque de antas a seres humanos. "Já aconteceram ataques de onça e capivara, mas de anta é o primeiro", disse Gulla. O sargento acredita que o animal tenha sido acuado ou que os lavradores se aproximaram de alguma cria dele. As antas se alimentam de vegetais, medem até 2,20 metros e seu peso pode atingir 250 quilos. Durante o dia, esses animais geralmente ficam escondidos em matas, saindo à noite para pastar. Eles costumam freqüentar margens de rios e lagoas e evitam se aproximar de locais habitados pelo homem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.