Anunciadas mais duas mortes por gripe avícola na Ásia

Mais duas pessoas morreram em decorrência da gripe avícola hoje, elevando o total de mortes na Ásia a 12. Ao mesmo tempo, a China diz que há suspeitas de que o vírus tenha atingido aves em uma de suas regiões mais remotas e funcionários da ONU avisam que a eclosão da doença está longe do fim.Um rapaz de 18 anos morreu hoje, no Vietnã, assim como uma mulher de 58 anos morta anteriormente, na Tailândia, foi confirmada como vítima da gripe, após realização de autópsia.?A gripe avícola permanece uma série ameaça à saúde pública e de animais e continua espalhando-se?, disse He Changchui, representante da Food and Agriculture Organization (FAO). A erupção de novos casos de infecção na Tilândia, China e Vietnã mostram que a doença está longe de estar sob controle.?Os funcionários da FAO dizem acreditar que a doença esteja se alastrando pela Tailândia e Vietnã, mas consideram a situação menos clara na China, onde investigações estão encontrando agora casos anteriores não detectados.A Organização Mundial da Saúde (OMS) continua investigando a morte de duas irmãs vietnamitas que podem ter contraído a doença por contato com o irmão, no que seria o primeiro caso de transmissão pessoa-a-pessoa na eclosão deste ano. Mas a OMS diz que ainda não há evidência deu uma nova espécie de vírus que possa transmitir-se facilmente entre pessoas.Os pesquisadores da saúde fracassaram em tentar rastrear a infecção das irmãs como um contato direto com aves ou com uma fonte ambiental. Mas o problema em estabelecer qual a causa da doença está em que os corpos das irmãs já foram cremados.O último caso de morte, de um adolescente, surgiu hoje no Hospital para Doenças Tropicais do Vietnã, em Ho Chi Minh, de acordo com o diretor, Tran Tinh Hien. O jovem foi internado na última quinta-feira.A morte anunciada hoje na Tailândia ocorreu antes, mas as autoridades não dizem quando. A mulher de 58 anos não identificada, da província de Suphanburi, foi confirmada como vítima da gripe avícola depois de autópsia, anunciou o Ministro da Saúde, Sudarat Keyuraphun.A gripe avícola está disseminada por pelo menos 10 países asiáticos, mas infecções em humanos foram registradas apenas na Tailândia e no Vietnã.A China anunciou cinco novos casos de suspeita da vírus em aves, incluindo na sua mais remota província nortista, Xinjiang, ressaltando o potencial âmbito da doença. Xinjiang fica a mais de 2.000 quilômetros da região sulina de Guangxi, onde confirmou-se o primeiro caso chinês na semana passada. Com os novos registros, a China agora tem três casos confirmados e oito suspeitos num total de 10 regiões do país.A OMS está pedindo à China urgência na ação contra a gripe avícola, avisando que suas chances de conter a doença podem reduzir-se. Pequim fechou mercados de áreas e fábricas de processamento em algumas áreas infectadas pela doença.A FAO apelou por ajuda internacional para os granjeiros asiáticos, particularmente no Vietnã, dizendo que de outra forma eles poderão resistir à eliminação de frangos, medida crucial para conter a doença e prevenir a contaminação de pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.