Reprodução/Bild
Reprodução/Bild

Ao chegar cedo, alemão escapa do acidente com Voo 447

Emim Hasic teve viagem antecipada por chegar cedo demais ao aeroporto; ele soube do desastre indo para casa

Reuters,

05 de junho de 2009 | 14h39

Um alemão de 39 anos que tinha um assento reservado no Voo 447 da Air France, que caiu no Atlântico, chegou cedo demais no Aeroporto Tom Jobim, no Rio, para o voo da noite de domingo e acabou sendo colocado numa viagem antecipada para Paris.Emin Hasic, morador da cidade de Barssel, no norte da Alemanha, disse nesta sexta-feira, 5, que, embora tenha tido problema para encontrar o terminal de embarque, chegou bem antes do horário de partida do Voo 447.

 

Veja também:

lista Todas as notícias sobre o Voo 447

lista Air France divulga lista de brasileiros no Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas do Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: homenagem às vítimas

blog Blog: histórias de quem quase embarcou

especial Conheça o Airbus A330 desaparecido no trajeto Rio-Paris  

blog Acompanhe a cobertura pelo blog Tempo Real

especialCronologia das tragédias da aviação brasileira

especial Cronologia dos piores acidentes aéreos dos últimos dez anos

video Entenda a operação que localizou destroços

video TV Estadão: Especialista fala sobre o acidente

linkApenas 4 minutos da 1ª pane até a queda
linkAirbus voava em velocidade 'errada' e teria se 'desintegrado'

linkPiloto viu clarão na rota do Voo 447, informa jornal espanhol

linkDestroços e óleo recolhidos não são do Airbus, diz Aeronáutica

 

O alemão, que conversou com a Reuters pelo telefone, confirmou os detalhes da história que estampou os meios de comunicação na Alemanha nesta sexta. "Eu nunca vou esquecer como a mulher do balcão levou a minha bagagem e disse que não havia problema algum (em voar mais cedo)", disse Hasic ao jornal Ostfriesen Zeitung.

 

"Já voei umas 15 vezes na minha vida antes, mas nunca tinham me oferecido um voo antecipado como este", contou o fisioterapeuta. Hasic veio ao Brasil para participar de uma conferência. Ele ficou sabendo do acidente com o avião após retornar à Alemanha, na tarde de segunda-feira. O alemão ouviu o boletim de rádio informando sobre o desaparecimento do Airbus quando estava no carro, saindo do Aeroporto Bremen.

 

"Eu estava em estado de choque e senti um grande vazio dentro de mim", ele falou à edição online do Nordwest-Zeitung. O jornal Bild, um dos mais conhecidos da Alemanha, traz uma foto de Hasic segurando o bilhete original do voo.

 

Bilhete de embarque do alemão que ilustra matéria do Bild. Foto: Reprodução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.