Ao menos 5 presos morrem carbonizados em motim na Paraíba

Detentos incendiaram no pavilhão 3 do Presídio do Roger, em João Pessoa; ao menos 35 pessoas ficaram feridas

Fabiana Marchezi, Central de Notícias

23 de outubro de 2009 | 14h46

Ao menos cinco presos morreram carbonizados e 35 ficaram feridos na manhã desta sexta-feira, 23, durante uma rebelião no Presídio do Roger, em João Pessoa, na Paraíba. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária, os rebelados atearam fogo no pavilhão 3 da penitenciária.

 

Os feridos, a maioria com queimaduras, foram encaminhados por ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Alguns presos recebem atendimento médico no local. Informações preliminares dão conta de que o motim teria começado por conta de uma briga entre os detentos. Os motivos ainda são desconhecidos.

 

Até as 13h50, a secretaria tinha confirmado o nome de dois dos presos mortos: Wilson Barbosa e Osias Marques de Souza. Às 14 horas, a Polícia Militar e os agentes penitenciários realizavam uma vistoria nos demais pavilhões do presídio para evitar outros tumultos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.