Ao norte, basta andar alguns metros para ver falhas

A 100 metros da Subprefeitura da Freguesia-Brasilândia, os moradores não podem aproveitar a Praça Lions Club Imirim. Os bancos estão quebrados e, no lugar das plantas do jardim, só existe terra. Mais perto ainda, a 50 metros da subprefeitura, na Rua Lima Verde, há um buraco semelhante a uma valeta na via, um risco aos motoristas. Só há uma única lixeira, quase na frente do local. Nos demais postes do bairro, ou não existem ou foram roubadas. Em Santana-Tucuruvi, os ambulantes fazem a festa a cerca de 200 metros do gabinete do subprefeito, na entrada da estação de metrô. Eles vendem de churrasquinho a CDs piratas. Na frente da subprefeitura, na Avenida Doutor Antonio Laet, há uma lixeira quebrada. Na Rua Ernani Pinto, a 200 metros da Subprefeitura Vila Maria-Vila Guilherme, uma caçamba totalmente irregular, com inscrições ilegíveis, está junto do meio-fio. A calçada também está cheia de entulho. Um pouco mais adiante, há outro grande depósito de entulho na Praça Joaquim da Nova. Bem atrás do prédio da Subprefeitura Jaçanã-Tremembé, a 100 metros, existe uma enorme valeta que causa riscos no cruzamento das Ruas Elisa Teixeira de Barros e Eugênia Bresser. Na Avenida Luís Stamatis, onde fica a administração local, lixeiras estão quebradas. A 400 metros da Subprefeitura de Pirituba existem vários buracos na Avenida Benedito Andrade. Imóveis vizinhos estão com as calçadas completamente arrebentadas, cheias de mato e sujas. No entanto, está quase tudo em ordem nas imediações da Subprefeitura da Casa Verde. Apenas na Avenida Ordem e Progresso, ao lado desse órgão municipal, o asfalto apresenta vários trechos irregulares. Procuradas, as administrações locais informaram que estão resolvendo os problemas ou notificando os responsáveis - moradores e concessionários de serviços públicos. Em Santana, alega-se "que os camelôs se deslocam com facilidade", também por causa da fiscalização.

, O Estadao de S.Paulo

24 Agosto 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.