Aos 70 anos, morre em São Paulo o ator, dramaturgo e diretor Ênio Gonçalves

O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2013 | 20h29

Morreu na manhã de sábado (5), no Hospital Sancta Maggiore, no bairro paulistano Paraíso, o ator, dramaturgo e diretor Ênio Gonçalves. Ele tinha 70 anos e sofria de uma doença renal. Na carreira, atuou em teatro, cinema e televisão. Foram mais de 40 filmes – entre os quais Demência (1986) e Garotas do ABC (2003), 20 novelas – como Pedra Sobre Pedra (1992) – e 50 peças em que ele trabalhou como ator ou diretor. Gonçalves nasceu no Rio Grande do Sul, casou-se com três mulheres e teve duas filhas. O velório acontece no Cemitério do Araçá. O corpo será cremado às 11h de hoje no crematório da Vila Alpina. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.