Apagão aéreo no carnaval retém Grêmio em Curitiba

Os jogadores, diretores e comissão técnica do Grêmio também foram prejudicados pelo apagão aéreo deste carnaval. No final da noite desta sexta-feira, 16, a equipe ficou retida dentro de um Boeing 737, da Gol, no aeroporto Afonso Pena, em Curitiba. A viagem do time, que ganhou do Cerro Porteño por 1 a 0 na quinta-feira, começou às 19h30min, com uma hora e meia de atraso, em Assunção, no Paraguai. Os gremistas chegaram à capital paranaense às 20h30min, mas conseguiram embarcar para Porto Alegre porque a conexão também atrasou. O vôo estava previsto para as 20h25min, mas os passageiros só entraram na aeronave às 22h30min. Ao se acomodarem, foram informados de que a decolagem não estava autorizada por saturação do tráfego aéreo no cone sul. A espera prolongou-se até as 24 horas, quando o vôo saiu, com previsão de aterrissagem na capital gaúcha à 0h55min. Se chegassem no horário normal, os jogadores teriam desembarcado em Porto Alegre às 21h35min. Texto atualizado à 0h47

Agencia Estado,

17 Fevereiro 2007 | 00h18

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.