Apagão atinge cerca de 100 municípios em Minas Gerais

Um milhão de pessoas foram prejudicadas; curto-circuito foi causa de interrupção na transmissão

Eduardo Kattah e Raquel Massote, de O Estado de S. Paulo,

24 de março de 2008 | 21h40

Um apagão atingiu durante a tarde desta segunda-feira, 24, cerca de 100 municípios do norte de Minas Gerais, afetando pelo menos um milhão de pessoas. Segundo a Companhia Energética do Estado (Cemig), a interrupção teve início às 14h30, após um curto-circuito na linha de transmissão Montes Claros-Três Marias. A Cemig assegurou que até o final da tarde o fornecimento já havia sido normalizado.   Entre os consumidores, o apagão gerou desconforto e prejuízo. Franklin Aloísio Lima, gerente da Farmácia Real, no centro de Montes Claros, calculou em R$ 6 mil o montante em vendas perdidas. "Foi muito prejudicial. Diminuiu o porcentual e a agilidade no procedimento de venda da mercadoria", disse.   Segundo Lima, a energia só foi restabelecida por volta de 19h15. "A gente estava pensando em fechar a farmácia, até por medida de segurança já que havia escurecido. Não ia dar para trabalhar à luz de velas".   A Cemig informou que a dificuldade do restabelecimento dos consumidores se deu em razão da falta de sincronismo das unidades de geração da Usina de Três Marias. A causa do curto circuito estava sendo apurada pelos técnicos que analisaram a ocorrência. Nenhuma hipótese foi divulgada.   Embora a companhia tenha afirmado que o apagão se restringiu à região norte, a interrupção foi sentida também em cidades da área central do Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.