Apagão atinge parcialmente RS

O apagão atingiu parcialmente o Rio Grande do Sul. Às 13h35min, quando a demanda chegava a 3,6 mil megawatts (MW), houve uma perda de 800 MW, provocada pela suspensão automática, determinada pelo próprio sistema de segurança do sistema, da transmissão de blocos de carga. Este tipo de corte ocorre para que as oscilações de tensão e voltagem não provoquem um blecaute total. A zona norte de Porto Alegre ficou sem energia. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) deslocou agentes para garantir o fluxo do trânsito nas avenidas Farrapos e Assis Brasil até as sinaleiras voltarem a funcionar. As cidades da Fronteira Oeste e dos Vales do Taquari e Rio Pardo foram as mais atingidas pelos cortes. O estado também foi beneficiado pelo seccionamento da ligação com o Sudeste. Com isso, a energia argentina importada a partir da conversora da Garabi ? 1 mil MW ? foi jogada na carga distribuída no Rio Grande do Sul. As usinas da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), responsáveis por um terço do abastecimento estadual, aumentaram seus despachos em 15%. Com isso, às 14h27min a distribuição de energia estava restabelecida em todo o estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.