Apagão causará 78 mil demissões em SP, diz Marta

A prefeitura de São Paulo está prevendo que as consequências sociais da crise energética poderão ser catastróficas para a cidade. Segundo um estudo da Secretaria de Trabalho, 78 mil demissões devem ocorrer na cidade neste ano em decorrência do apagão. "Isso é uma barbaridade, pois já temos 800 mil desempregados em São Paulo", afirmou a prefeita Marta Suplicy, que está em Genebra para a abertura de uma feira de turismo.Segundo ela, o desafio será enorme para reverter essa realidade. "Não será fácil encontrar alternativas para esses desempregados", afirma Marta, que alerta que essas pessoas poderão engrossar a massa dos vendedores ambulantes.Marta acredita que a atração de investimentos de indústrias para São Paulo poderá estar comprometida. "Com a crise energética, empresas precisam usar geradores e multas serão cobradas, o que irá tornar mais caro a vinda das indústrias", afirmou.Mesmo assim, Marta acredita que a cooperação com os países desenvolvidos e o desenvolvimento do setor de serviços são as saídas para solucionar a crise financeira e social que vive a cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.