Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Apartamento onde morreu estilista Amaury passará por perícia

O apartamento onde o estilista Amaury Veras foi encontrado morto, há oito dias, será periciado novamente na semana que vem. O objetivo dos peritos é tirar dúvidas sobre como se deu exatamente a morte do sócio da grife Frankie Amaury. A hipótese de suicídio continua considerada a mais forte pelos investigadores. A perícia complementar no apartamento que Amaury dividia com seu sócio, Frankie Mackey, estava marcada para hoje à noite, mas foi adiada. O dia ainda não foi acertado. Os peritos vão fazer medições no quarto onde Frankie encontrou o corpo de Amaury, enforcado com uma echarpe presa a uma porta. A polícia ainda não sabe como foi produzido o ferimento encontrado na testa do estilista. Outra dúvida é se a echarpe agüentaria seu peso. A peça passará por um teste de resistência. O delegado Carlos Sodré, da delegacia do Leblon, que investiga o caso, disse que, por enquanto, o quadro é de suicídio. Os depoimento já colhidos, de Frankie, de funcionários do prédio (que fica no Arpoador, zona sul do Rio), da médica de Amaury e da empregada, convergem nesse sentido. Os pais de Amaury ainda serão inquiridos.

Agencia Estado,

10 de setembro de 2004 | 16h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.