Apenas Febem de Ribeirão Preto adere à greve

Os funcionários das três Unidades de Internação Provisória (UIP) da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem) de Ribeirão Preto foram os únicos, de acordo com a assessoria de imprensa da fundação, a aderir totalmente à paralisação nesta quarta-feira. O diretor do sindicato da categoria, Eduardo Martins, previa a adesão de pelo menos 90% dos funcionários. Mais de 51% dos agentes da Febem de Ribeirão Preto já voltaram ao trabalho. Em Franquinho, unidade da Febem de Franco da Rocha, em São Paulo, chegou a haver indecisão sobre a adesão, mas os funcionários trabalharam normalmente.A decisão sobre a paralisação foi tomada na última Assembléia Geral do sindicato da categoria (08/04), depois de determinações do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT-SP) não cumpridas pela Febem, sobre segurança, condições de trabalho e campanha salarial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.