Apesar das obras, movimento é tranqüilo em Congonhas

Mesmo com o início das obras da pista auxiliar do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, o movimento estava tranqüilo no saguão de embarque, e com poucos atrasos dos vôos na manhã desta terça-feira, 27. De acordo com boletim da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), até as 9h05, 32 chegadas estavam previstas; algumas delas com horários alterados para a tarde. Quatro vôos da TAM, vindos de Maringá, Belém, Navegantes e Florianópolis, deveriam chegar por volta das 7h30, mas foram transferidos para perto das 17h30. Outro vôo da Gol, vindo de Vitória, e outro da Varig, partindo de Salvador, estavam com a mesma situação. Já das 35 partidas previstas para até as 9 horas desta terça-feira, apenas duas apresentavam atrasos de até 15 minutos. As obras da pista auxiliar começaram às 5h30 desta terça-feira; por isso, a pista deve ficar fechada por pelo menos 60 dias. O prazo total para a entrega, no entanto, é de 120 dias. Segundo a Infraero, os 630 pousos e decolagens diários poderão ser distribuídos ao longo do dia, ou serão cancelados. Haverá menos vôos no horário de pico e mais nos períodos de menor demanda. Curitiba O Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, no Paraná, ficou fechado para pousos e decolagens no começo da manhã desta terça-feira por conta do forte nevoeiro que cobriu a cidade no início do dia. Das 5h10 às 8 horas, as operações ficaram paralisadas, mas a partir das 8 horas, o aeroporto passou a operar por instrumentos. Segundo a Infraero, a estatal que administra os terminais, entre sete e oito vôos ficaram atrasados.

Agencia Estado,

27 Fevereiro 2007 | 08h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.