Após 4 meses de disputa, Casa Cor abre no dia 30

Depois de quase quatro meses de disputa judicial, a Casa Cor finalmente fixou data definitiva para abertura da mostra em São Paulo: 30 de setembro. As obras de montagem da 18ª edição do evento, interrompidas em abril em decorrência de processo judicial que impedia a realização da mostra em uma mansão no Morumbi, foram retomadas no início de agosto.De acordo com a organização do evento, a edição de 2004 "marca a volta às origens da exposição, concebida para ser ambientada em grandes casarões de São Paulo".Nos últimos dois anos, a Casa Cor, maior e mais importante mostra de decoração da América Latina, foi realizada em imóveis públicos tombados por seu valor histórico e cultural.A mudança para um casarão residencial, segundo a organização, atendeu a um pedido do público, que manifestou o desejo pelo retorno ao formato tradicional. Assim, a edição 2004 está sendo montada em uma mansão de 2,8 mil metros quadrados, construída em um terreno de 18,3 mil metros quadrados, dividido em cerca de 80 ambientes.A Casa Cor deste ano registra ainda opções de gastronomia aos visitantes. Além do restaurante, sob a direção do Buffet Badebec, haverá o "Café Pão de Queijo", montado pela Casa do Pão de Queijo e o Illy Café, a "Casa dos Doces", pela Fifi Doces, uma boulangerie, abastecida com pães do Sofitel e, ao final da visita, um local para happy hour com a cervejaria da Nova Schin.O patrocínio oficial da exposição é da Deca. O apoio nacional ficou por conta de Revista Casa Claudia, Brastemp, Banco Real, Nova Schin, Sabonetes Albany Estilo e Volkswagen. Também participam da mostra, oferecendo apoios locais, Comgás, UBV União Brasileira de Vidros, LG Eletronics e Sky TV sem limites. A Casa Cor é organizada pela J. Eventos, empresa do Pátria Banco de Negócios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.