Após 4 mortes, Justiça cancela shows de rodeio em Jaguariúna

Decisão foi tomada depois que quatro pessoas morreram e 19 ficaram feridas durante tumulto neste sábado

Fábio Michel, da Central de Notícias, e Felipe Oda, do Jornal da Tarde,

23 de maio de 2009 | 18h33

A pedido do Ministério Público Estadual, a Justiça da cidade de Amparo (interior paulista, a 134 km da capital) determinou o cancelamento dos shows que fariam parte da programação do Festival de Rodeio de Jaguariúna neste fim de semana, incluindo o de Roberto Carlos, previsto para a noite de domingo, 24. A decisão foi tomada depois que quatro pessoas morreram e outras 19 ficaram feridas num tumulto no evento, na madrugada deste sábado, 23.

A decisão tem caráter liminar, e foi tomada pelo juiz Fabricio Reali Zia, de plantão no Fórum de Amparo. A empresa Red Eventos ainda pode recorrer, mas até o início da noite não havia se manifestado. Ainda neste sábado a programação do festival previa os shows da dupla sertaneja Victor & Leo. O show mais aguardado, no entanto, era o do "Rei", na noite do domingo.

O Ministério Público pediu o cancelamento por considerar que os organizadores do evento não garantem a segurança do público. No tumulto da madrugada, as estudantes Vivian Montagner Comprera, de 18 anos, Andréia Paola Machado de Carvalho, Giovana Peretti, de 27, e Ariel Toroni Avelar, de 19, foram pisoteados na abertura dos portões do show da dupla João Bosco e Vinicius. De acordo com informações do Hospital Municipal Walter Ferrari, os quatro morreram com parada cardiorrespiratória.

Outras 15 pessoas foram atendidas com ferimentos leves e liberadas do hospital. As quatro em estado grave permaneciam em observação até o início da noite deste sábado.

Mais conteúdo sobre:
Jaguariúnarodeioacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.