Após acordo, audiência sobre greve de ônibus é cancelada

O Ministério Público do Trabalho de São Paulo desistiu nesta quarta-feira, 24, do pedido de dissídio de greve referente à paralisação dos motoristas e cobradores da viação Paratodos, que opera na zona sul da cidade. Os funcionários deixaram os ônibus da empresa na garagem na última segunda-feira, prejudicando o transporte de cerca de 100 mil pessoas. Eles reclamavam do não cumprimento de acordo com a empresa para o pagamento de horas extras.O Tribunal Regional do Trabalho marcou uma audiência conciliatória para a tarde desta quarta, mas os empregados e a direção da viação Paratodos já haviam feito novo acordo na segunda-feira, pondo fim à paralisação. Por conta disso, durou pouco mais de cinco minutos a audiência de conciliação, presidida pela juíza Vânia Paranhos.

Agencia Estado,

24 de janeiro de 2007 | 15h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.