Após assalto, policiais ficam em alerta na chácara de Chitãozinho

A cúpula da Polícia Civil de Mogi-Guaçu pediu aos integrantes da corporação que fiquem em estado de alerta para qualquer tipo de movimentação na região da chácara Santa Rita, em Jaguariúna, propriedade do cantor Chitãozinho, da dupla Chitãozinho & Xororó. O local foi invadido na noite de quarta, 11, por cinco homens encapuzados e armados. O cantor não estava na casa, localizada na Rodovia SP-340 (Campinas- Mogi Mirim). A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Mogi-Guaçu assumiu o caso. Segundo informou um policial da equipe de investigação, a DIG já tem algumas pistas dos suspeitos. O policial não informou se eles são de Jaguariúna ou de outra cidade, nem deu detalhes sobre o que já foi apurado pela polícia. A hipótese de seqüestro foi descartada. "Investigamos o roubo. Os criminosos perguntaram por ele. O fato de não terem certeza dele estar lá já nos leva a crer que eles não planejavam um seqüestro", afirmou o policial, que preferiu não ser identificado. Os criminosos pularam o muro da chácara e fizeram reféns oito pessoas que estavam no local. Roubaram objetos de valor e fugiram por volta de 2 horas da quinta-feira, com jóias, dinheiro, aparelhos eletrônicos, celulares e um Celta, encontrado na manhã de quinta em Mogi-Mirim. As polícias Militar e Rodoviária informaram que as rondas na região continuam como antes. Não houve reforço do policiamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.