Após escândalo, doações caíram, diz Cruz Vermelha

Secretário-geral avalia que casos de corrupção afetaram imagem da instituição; aporte de doações foi menor do que o usual

Thaise Constancio, O Estado de S. Paulo

13 Outubro 2014 | 23h23

A Cruz Vermelha brasileira analisa quais medidas tomar para reaver o dinheiro desviado e também faz intervenções nas filiais estaduais, segundo o secretário-geral do órgão, coronel Paulo Roberto Costa e Silva.

Ele avalia que os escândalos de corrupção afetaram a imagem da instituição, já que em campanha recente o aporte de doações foi menor do que o usual. “Mas a imagem da Cruz Vermelha é mais forte do que tudo isso. O dano será revertido, pois seremos transparentes com a sociedade.” Segundo Costa e Silva, nesta semana, a presidente na Cruz Vermelha brasileira, Rosely Pimentel Sampaio, estará na Itália, em um encontro com representantes de todo o mundo. 

Mais conteúdo sobre:
Cruz Vermelha

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.