Após estiagem, volta a chover no Rio Grande do Sul

Enquanto isso, previsão é de mais chuva nos Estados do Norte e Nordeste, que sofrem com as enchentes

Solange Spigliatti, Central de Notícias

12 de maio de 2009 | 07h37

A chuva voltou ao Rio Grande do Sul após vários meses de estiagem. Por causa da seca, algumas cidades chegaram a decretar situação de emergência. No entanto, uma frente fria vinda do Paraguai chegou ao Sul do Brasil e a previsão é de pancadas de chuva no Rio Grande do Sul nesta terça-feira, 12, de acordo com o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC).

Enquanto isso, nas regiões Norte e Nordeste - que sofrem com as cheias - a previsão é de mais pancadas de chuva nesta terça. A previsão é de chuva forte principalmente entre Tocantins, Pará, Maranhão, Piauí e Ceará.

 

Na faixa leste e no nordeste do Nordeste, entre o Recôncavo Baiano e o Rio Grande do Norte, a previsão é de chuva muito forte. Nos Estados do Ceará, da Bahia, do Maranhão e do Piauí, as chuvas das últimas semanas atingiram cerca de 1 milhão de pessoas.

As temperaturas elevadas e o transporte de umidade entre a Amazônia e oeste da Região Centro-Oeste, Paraná e Santa Catarina, poderão causar pancadas bastante localizadas de chuva.

 

Nas demais áreas do País, o sol aparece entre poucas nuvens. As temperaturas máximas deverão diminuir um pouco no Rio Grande do Sul, devido ao aumento de nuvens.

Mais conteúdo sobre:
vítimas das chuvaschuvas no RS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.