Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Após roubos, Beltrame diz que PM perdeu a 'prerrogativa da prevenção'

Secretário de Segurança do Rio refere-se à decisão judicial que proíbe a apreensão de crianças e adolescentes sem flagrante delito

Vinicius Neder, O Estado de S. Paulo

20 Setembro 2015 | 22h15

RIO – Após os sucessivos casos de roubos e furtos neste fim de semana na orla da zona sul do Rio, e também no bairro vizinho de Botafogo, o secretário de Estado de Segurança, José Mariano Beltrame, afirmou que a Polícia Militar (PM) perdeu a “prerrogativa da prevenção” no combate aos crimes. Beltrame refere-se a decisão judicial da 1ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso da capital, que proibiu a apreensão de crianças e adolescentes sem flagrante delito.

A decisão foi em resposta a um pedido de habeas corpus preventivo, feito pela Defensoria Pública do Estado do Rio, após operações da PM, em agosto, terem apreendido, e encaminhado a centros de acolhimento da Prefeitura, adolescentes que estavam a caminho das praias da zona sul. Houve registros de casos de adolescentes apreendidos sem motivo aparente.

“Ordem judicial se cumpre. A Polícia Militar perdeu a prerrogativa da prevenção, só pode agir depois do ocorrido. E aproximadamente 30 pessoas foram detidas até sábado à noite”, afirmou Beltrame, em nota divulgada na noite deste domingo pela assessoria da imprensa da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

No fim da tarde deste domingo, casos de tentativas de linchamento foram registrados na saída das praias da zona sul do Rio. A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que não havia registros de casos de tentativas de linchamento, apenas “ocorrências isoladas de furtos” até o fim da tarde. Segundo o comando do 19º Batalhão de Polícia Militar, que fica em Copacabana, assaltantes tentaram cometer furtos a motoristas no engarrafamento, na saída da praia, no fim da tarde.

No sábado, ocorreram furtos na praia de Ipanema, na altura do Arpoador, e nas ruas próximas, e nos bairros do Humaitá e Botafogo, também na zona sul. Uma padaria foi saqueada e pelo menos duas bolsas, um cordão, um celular e duas bicicletas foram roubados. (Vinicius Neder)

Mais conteúdo sobre:
arrastões beltrame rio de janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.