Após pane e quebra-quebra, trens voltam a circular normalmente no Rio

Três composições pararam às 6h20 por problemas na rede elétrica e circulação só foi restabelecida às 12h; revoltados, passageiros destruíram janelas

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2013 | 14h11

RIO - A SuperVia, concessionária que opera os trens suburbanos na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, informou que a circulação das composições foi normalizada em todos os ramais por volta do meio-dia desta quinta-feira, 29.

Às 6h20, um problema na rede aérea de energia entre as estações Engenho de Dentro e Oswaldo Cruz (zona norte da capital) interrompeu a viagem de três trens: dois que seguiam de Santa Cruz (zona oeste da capital) para a Central do Brasil, e um que seguia de Japeri (Baixada Fluminense) para a Central.

Sem qualquer informação, passageiros tiveram que descer e caminhar pela via férrea até a estação Oswaldo Cruz. Revoltados, alguns atiraram pedras e pedaços de madeira contra os trens, que tiveram vidraças quebradas.

Para conter o quebra-quebra, a SuperVia acionou policiais militares do Grupamento de Polícia Ferroviária e dos batalhões da área para tomarem as providências necessárias.

Por medida de segurança, algumas estações ficaram fechadas entre 8h e 8h40. A concessionária informou que foram fornecidos vales-viagem aos clientes que não puderam concluir sua viagem durante o período de suspensão da circulação dos trens.

Tudo o que sabemos sobre:
trensrio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.