Divulgação
Divulgação

Após perder guarda, mulher mata bebê de 2 anos em Lavras

Inicialmente jovem alegou ter sido vítima de roubo, mas depois disse à polícia ter esfaqueado a filha; vizinhos destruíram a casa dela

Rene Moreira, Especial para o Estado

18 Novembro 2016 | 10h25

FRANCA - Uma mulher de 29 anos é investigada pela morte da filha de 2 anos em Lavras, no interior de Minas Gerais. Sabrina Silva confessou ter assassinado o bebê nesta semana a facadas e não revelou o motivo do crime. Mas para a polícia acredita que tenha relação com o pedido de prisão expedido por dívida de pensão alimentícia. 

O crime aconteceu na noite do último domingo, 13, dois dias após a suspeita perder a guarda da criança e pagar parte da pensão atrasada para não ser presa. O bebê levou três facadas no pescoço, e ela inicialmente alegou que teria sido vítima de roubo. Depois, segundo a polícia, confessou ter matado a filha.

Revoltados com o crime, moradores destruíram a casa da mulher no Residencial Fonte Verde, no bairro Gato Preto, a ponto de estourarem até as paredes.

Mais conteúdo sobre:
Minas Gerais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.