Após polêmica do aborto, Dilma recebe cúpula da Igreja

Depois de ter sido alvo de carta da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), durante a campanha presidencial, pedindo aos fiéis que não votassem nela, a presidente Dilma Rousseff se reencontrou ontem com integrantes da cúpula da Igreja. O secretário-geral da CNBB, d. Dimas Lara, disse que o aborto não fez parte da pauta do encontro. "O momento não era adequado para discutir esse assunto", declarou. "A questão do aborto ficou resolvida na própria campanha."

Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2011 | 00h00

Também presente ao encontro, o presidente da CNBB, d. Geraldo Lyrio Rocha, explicou que a nota contra o aborto foi endereçada a todos os presidenciáveis, e não só a Dilma. D. Lyrio contou que no encontro de ontem a CNBB entregou à presidente documento defendendo a reforma política, sem citar, no entanto, pontos específicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.